terça-feira, 11 de maio de 2010

(NÃO-)FICÇÃO FUTEBOLÍSTICA RUBRO-NEGRA

Gávea, em algum momento do comecinho de 2010.

- Oi, Patrícia.

- Oi, Adriano. Que cara é essa? Tá preocupado?

- Mais ou menos. E é por isso que eu vim falar contigo...

- Mas o que foi, Adriano? Por que você tá assim? Nós fomos hexacampeões há tão pouco tempo...

- Mas é por isso. Quer dizer, não é por isso não, mas tem a ver.

- Não tô entendendo...

- É o Gilmar. Ele tá empolgado demais, além da conta mesmo.

- Pô, mas como não ficar?

- Mas não é do jeito que você tá pensando. O cara gosta muito de dinheiro. E ele tá vendo que eu tô bem, arrebentei no Brasileiro, essas coisas. E agora tá vendo a hora de ganhar mais grana em cima de mim...

- Humm.

- Patrícia, o Gilmar tá querendo me ver fora do Flamengo. Fora do Rio. Patrícia, ele quer que eu volte a jogar no exterior. Se liga: é ano de Copa. Se eu continuar arrebentando, ferrou. O Dunga me chama, e aí não vai ter jeito. Vou ter que jogar bola, senão me queimo com todo mundo no Brasil e lá fora. Aí ferra de vez.

- Entendi. Você tá com medo de...

- ...de deixar o Brasil. Pô, tudo o que eu não quero é ficar longe daqui. Distante do Flamengo, do Rio, da Vila Cruzeiro. Patrícia, eu já tô rico. Ganho quase 700 mil por mês. Já joguei Copa, já fui ídolo na Itália, o cacete. Não quero mais essa vida.

- Te entendo. Mas o que você quer fazer, afinal?

- Eu não quero ir pra Copa. Mas pra eu não ir pra Copa, vou ter que puxar o freio de mão por aqui. Só um pouquinho. Não vou comprometer o trabalho não, mas não posso fazer meu filme pro Dunga, senão ele me leva.

- Pô, Adriano...

- Você não quer que eu fique o Brasileirão 2011 no Flamengo? E se o time ganhar a Libertadores? Não quer que eu participe da campanha? Se eu sair depois da Copa, saio antes da decisão. E vai que o Fla vence, você não quer que eu dispute o Mundial Interclubes?

- Humm...

- Então. Tudo o que eu tô te dizendo é pra não estranhar se eu vacilar. Faltar uns treinos, descuidar um pouquinho da forma... Pode deixar que eu não vou perder a mão totalmente não. É só o suficiente pro Dunga me esquecer. A conta do chá pra eu ficar aqui mais tempo.

- Olha, Adriano...

- Patrícia, pode confiar. Confia em mim. Eu tô realmente bolado com tudo isso, mas te garanto que tudo vai dar certo se sair a lista da Copa e meu nome não estiver lá. Eu só quero a segurança de que nada vai mudar pra mim. Tô pouco me ferrando pro Gilmar. Eu quero ficar, e só fico se não for pra Copa. Vai por mim. E desculpa se você não concordar, mas é o que eu vou fazer. Não vou deixar que o Gilmar tire tudo o que eu consegui de volta.

***


O diálogo acima não aconteceu, lógico; mas quem pode sorrir assim ao ser tirado de uma Copa do Mundo?

7 comentários:

Diego (@diego_peralta) disse...

Sensacional!! Muito bom!! rs

Elton disse...

Perfeitoooooooooooooooooooo.
Ele mereceu tudo o que aconteceu.

pat_graz disse...

Patricia ( Pat_Graz)

De fato, era o que precisava ser dito! Muito Bom!

Dani Souto disse...

É... ele fez de tudo mesmo para estar fora!

E tem que provar dentro de campo se o Dunga estava errado ou não.

Mas o Dunga foi coerente. Gostei disso.

Abs queridón!!! Vulgo RodMan hehehe

Leonardo Zanelli disse...

Camarada, me convenci que o Adriano é maluco, precisa de psicólogo e sofre de distúrbio bipolar. Só isso para explicar esse sorriso nessa cara de maluco da foto. Na boa...

Gabriel Cunha disse...

Genial!

Espero que esse gaiato volte a jogar bem no Fla então!

Rakel disse...

Ele gosta é da favela e dos amigos dele, devia até se aposentar... e so curtir, a grana q ele tem, se cuidar um pouco, dura pra vida td dele... Abre um negocios sei la, mas licito neh, nao q nem alguns amigos dele...
Alias, quem ja devia ter feito isso a tempos era o Ronaldo, sai por cima e nao por baixo como agora...

Related Posts with Thumbnails