segunda-feira, 1 de março de 2010

CHATROULETTE! E A ROLETA RUSSA DO VOYEURISMO

Um blind chat com qualquer pessoa do mundo, usando imagem, áudio e texto. Em poucas palavras, está descrita a intenção do Chatroulette!, nova mania da internet. O mecanismo do site é absurdamente simples: você entra nele, habilita sua webcam e microfone, aperta o "play" e em instantes estará frente a frente com uma outra pessoa que resolveu fazer a mesmíssima coisa, falando com ela também por texto. Simples e bem direto, assim como seu nome - que, em francês, significa "chat roleta". A sorte decide com quem você vai conversar, mas você tem todo o poder de bloquear a(s) pessoa(s) que cair(em) diante de seu nariz e pular pra(s) próxima(s). Compromisso zero, diversão...cinco.



Não, eu não mostrei.


Acho que não é difícil imaginar o porquê da nota baixa. Há no Chatroulette! gente que quer apenas passar o tempo conhecendo pessoas de tudo quanto é canto do mundo, ou que quer fazer humor, testando a reação alheia diante de encontros inusitados como o que se tem diante de alguém com máscara de Darth Vader ou de um outro que põe em frente à câmera o pedido anotado de "Show me your armpit" ("Mostre-me seu suvaco"); mas estes são violenta minoria. Todos sabemos que o ser humano tem o indestrutível dom de querer estragar aquilo em que põe a mão, e o Chatroulette! não escapou disso, sendo invadido por uma imensa, incansável, insuportável horda de masturbadores.

Se a regra é levar a regra em conta, e não a exceção, é exatamente isso o que o Chatroulette! é: uma vitrine que exibe homens com paus nas mãos à espera de mulheres que possam lhes dar o enredo ideal para o sexo solitário. E infelizmente não se pode dizer que as pessoas dão azar em encontrar os punheteiros, porque já testei três vezes o Chatroulette! e passei boa parte do tempo me desviando dos onanistas. É, eu sei.

Porém, também tive experiências divertidas no site - e é aí que penso que o Chatroulette! tem salvação. Lá encontrei gringos engraçados, respondi a uma pesquisa sobre comportamento para a autora de um blog de cultura, conversei com uma simpática americana de Chicago que brincou sobre a perda da candidatura dos jogos 2016 de sua cidade para o Rio... Em resumo, gente que fez valer a pena os minutos gastos por lá.

Acho mesmo que o Chatroulette! tem potencial, sobretudo por conta da viciante curiosidade gerada por seu aspecto de aleatoriedade. Confesso: não ter a mínima ideia de quem você vai ver do outro lado e esperar por isso é sim divertido. No entanto, o site só vai ficar realmente legal se houver ajustes - e não falo pra banir quem se masturba e/ou se exibe não. Avesso ao moralismo, sugiro apenas um botão pra quem quer ver e/ou mostrar porn. É o filtro mínimo pra atrair e, principalmente, deixar de afastar pessoas que podem deixar o site realmente interessante.

5 comentários:

Marcio Melo disse...

Você resumiu bem o que é o serviço.

Certo dia entrei "de galera" e realmente tivemos que desviar de muitas coisas infelizes, mas em algum momento o "F9" traz algo que não seja deprimente e consegue divertir

オテモヤン disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
ZuckyD disse...

Obrigado mencionando me! (Mesmo se você não pareceu gostar de meu " experiment".) Eu sou pesaroso que eu não falo o português - I' m usando Yahoo' tradutor de s. Olhe por favor meu Web site em showmeyourarmpit.blogspot.com que eu o prometo que é mais divertimento do que soa!

Murilo Herik disse...

AHEIAEHIAEH
Olha o gringo se enturmando com os tradutores.

vinicius_bracin_01 disse...

[...]Chatroulette insano.

Se você ainda não sabe o que é isso aí vale ler a experiência do Carlão na brincadeira.
[...]

http://blogdobracin.tumblr.com/post/428150658/via-annie-dog-chatroulette-insano-se-voce

Related Posts with Thumbnails