quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

CAPITU NO REINO DO TÉDIO AO CUBO

Não dá para ficar alheio à nova minissérie global. Você esbarra com ela, sobretudo no Twitter e na TV. As notícias que correm sobre ela são grandiloqüentes - cifras, produção, o projeto bacana Mil Casmurros...

Mas não dá. Eu não vi "Capitu"... e nem quero ver.

Mentira, vi sim. Seis minutos, no site oficial da minissérie. E o meu conceito confirma meu preconceito: é chato pra cacete.

Muita coisa me irritou. Para mim, há muitos filtros evitando que eu possa ensaiar uma simpatia com tudo aquilo que está ali. Daria pra eu construir um muro só com os erros que enxergo no programa. Difícil seria dizer qual a base do paredão: se o ritmo teatral, a fotografia-hoje-é-dia-de-Maria disfarçada de inovadora ou aquela vibe circense que torna tudo tão regionalmente chato, simbolizada na cara pintada do pentelhaço do Michel Melamed.

Em uma conversa sobre "Capitu" aqui no trabalho, meu camarada Thales questionou com sabedoria: "Ainda querem dizer que 'Capitu' estimula os jovens a descobrirem Machado de Assis. Qual o jovem que vai se encantar por aquela coisa lenta e chata?".




Tem toda razão. Quem já leu Machado de Assis sabe que a última coisa de que "Dom Casmurro" precisaria é de um Bentinho infantilizado, de cabelo de Jandira Feghali e voz de boneco de ventríloqüo, de uma Capitu insípida e de um narrador-mamulengo para defender sua obra. Ao contrário: ele merecia ficar livre desse embaraço disfarçado de homenagem. Durma-se com um negócio desses...e de roncar, tamanho é o tédio.

11 comentários:

Anônimo disse...

Nem beirut na trilha sonora salva...

Karla Lopez

Kaká disse...

Chatérrimo! Mas confesso que gostei da abertura, achei legal.

Ontem eu comecei a ver e no comercial mudei de canal para um filme péssimo de suspense e acabei ficando lá, esqueci completamente de Capitu.

Acho que Capitu vai empurrar para ler o livro sim. A série é tão lenta e chata que é capaz das pessoas recorrerm ao livro para saber logo como termina.

Eros disse...

Eu gostei pra caramba, e o que me faz querer ler o livro e conhecer a obra .... o espirito circence, teatral a capitu com tatuagem, e a narrativa que foge das comuns de novelas me atraem pra caramba.... sem falar na trilha ... muito legal!!!!

Tete disse...

é obra do Luiz Fernando Carvalho. Tudo que ele faz tem esse perfil teatral/ circense... hj é dia de maria, pedra do reino, até lavoura arcaica tem meio que esse ritmo... mas, sei lá, acho que ele ganha pontos por tentar algo diferente, mesmo que nao seja tao legal assim... E, pô, machado de assis nao é obra pra adolescente ler, nao mesmo... nem nunca vai ser...
nao adianta insistir... leste machado de assis depois de 'adulto'? é uma experiencia completamente diferente...
Mas realmente a escolha do ator que vive o bentinho é péssima, Ô garoto chato! Mas eu gosto da menina... gosto muito dela no palco, ppt...

Henrique Crespo disse...

A trilha tem Rufus, Sex Pistols, Hendrix... mas enfim a série tem mais acerto que erros.

Carlão, no meu blog semopiniao.blogger.com.br cheguei a falar sobre a o que achei da série e em alguns pontos bate com o que vc disse.

Arthur Arroxelas disse...

Iai C.A. Cara já li todos os livros do Machadão, tenho a coleção completa com 33 livros do cara, (olha o link para não dizer que é mentira > http://img254.imageshack.us/img254/5194/dsc07054da2.jpg ) sou um amante de todas as obras, e me decepcionei amargamente. Foi triste ver Bentinho um moleque tão sábio quanto senhor de si, ser ridicularizado no papel de um bebê chorão. E onde estão os olhos de cigana oblíqua e dissimulada de Capitu? Vai ver Maria Fernanda não sabe nem o que isso significa.

Julia disse...

Bem, eu discordo completamente. Tenho 18 anos, enrtão acho que posso me incluir na parcela "jovem", e digo que estou amando a mini-série. Não só eu como topdo mundo aqui em casa, incluindo a minha mãe e meus irmãos menores. Acho que vai muito do gosto mesmo, mas afirmar que o público jovem vai achar a série "lenta" é uma besteira das grandes.

Laila disse...

Adoro o livro, odeio essas séries meio dia de Maria que só o povo culturete do chapéu de panamá aprecia !

Não entendi a Capitu tatuada, achei muito pós moderna :)

Beijos

Rosa disse...

Assisti dois episódios de Capitu e também acho que a série peca em um ponto fundamental: a construção dos personagens.

A série é bonita, os cenários, a fotografia, mas é muito caricata. Esse estilo "Hoje é dia de Maria", ao meu ver, não é uma boa representação para Dom Casmurro.

Acho que esse estilo prioriza a forma, em detrimento da construção dos personagens. Estes já são dados em definitivo, sem as sutilezas originais da obra. Assim, Capitu é sonsa, Bentinho é besta e o Escobar é traíra. Mas no livro os personagesn têm mais nuances, o leitor chega a duvidar de qual é a verdade de cada um. A obra de Machado de Assis exige mais perspicácia do leitor, sendo bem mais divertida que a micro-série da Globo.

Essa adaptação não transmite a singularidade da história.

Hiroshi disse...

Concordo com você. Do pouco que pude ver, Capitu me pareceu muito chato!

Abr

Ian disse...

Cara, não dá pra dizer q a minissérie é de todo o ruim, mas o troço é chato bagaralho.
Muito teatral, muito circense, muito melamed...
Fora que é bem dificil de digerir. Mas a estética é ótima e a trilha é fantástica. Mas daí eu vejo fotos e baixo as músicas...

Related Posts with Thumbnails