domingo, 28 de setembro de 2008

VITAMINA




Aquela já tradicional coluninha, com um monte de assuntos batidos no mesmo post. Bebam aí:


FESTIVAL DO RIO, AÍ VOU EU!

De plantão no finde, trabalhando loucamente, ainda não pude fazer minha estréia no evento, mas essa semana já tenho alguns alvos - entre eles, claro, "Rebobine, Por Favor" ("Be Kind, Rewind"), do Michel Gondry. O que eu vir, comento aqui, por supuesto. Minhas férias não poderiam vir em momento mais oportuno...


HETEROFLEX MY ASS

O ser humano adora inventar dificuldade onde se tem facilidade, mas pior é quando cria rótulos babaquaras para coisas que já existem desde sempre. Segundo essa matéria do G1, uma das novas - urgh, odeio esse termo, mas vá lá - tribos urbanas é a dos heteroflexíveis. Como se pode deduzir pela palavra, os heteroflexíveis são os heterossexuais abertos a experiências com o mesmo sexo.

Ou seja, bissexuais.

Agora, a culpa é de quem: dos e das manés que não se assumem ou dos psicólogos e jornalistas que dão corda?


MORRO NA SUA BARRIGA, MORRO FELIZ

Outro dia alguém no meu trabalho fez a seguinte observação: "Acho comercial de comida em que os alimentos falam e sorriem um absurdo. Vê se algum frango ficaria feliz em ser servido para alguém? E os legumes sorrindo e pulando numa panela de água fervente? Não pode!".

Concordo, faz todo o sentido. Mas o mais curioso é que alguns anúncios sequer fazem questão de esconder a incoerência de ficar feliz por virar janta. O melhor exemplo que já vi na vida encontrei nesta tarde, no blog Bad Banana:




Bizarro é pouco.


O MELHOR EM MUITO TEMPO

Sou contra a fórmula de pontos corridos no Campeonato Brasileiro, mas devo confessar que, neste ano, a disputa finalmente ficou emocionante na parte de cima da tabela. Embolados no pelotão de cima, Palmeiras, Grêmio, Cruzeiro e o meu Flamengo. Todos com chance, nenhum podendo dar mole. Excelente!

E não poderia tocar no assunto sem falar na vitória épica do Mengão sobre o Sport. Perdíamos até os 38m do segundo tempo e conseguimos uma virada história sob uma chuva torrencial, com um gol aos 44.




Esse é o tipo de vitória que faz o Flamengo deslanchar. E não é profecia: é história.


ONZE EPISÓDIOS

É só isso até agora o que tenho para ver de séries acumuladas. Por isso, podem esperar posts comentando minhas maratonas em frente ao monitor. De novo: minhas férias não poderiam vir em momento mais oportuno.

6 comentários:

Julia disse...

Bem que eu queria estar de férias também, mas mesmo não estando vou tentar encaixar alguns filmes na agenda. E be Kind, Rewind com certeza estará entre eles.

Clarice disse...

pior é este restaurante:
http://www.mariadastrancas.com.br
além de tudo, fico achando que a comida tem gosto de sabonete...

MIleto disse...

Poxa C.A... Até parece que você não sabe que esse brasileirão vem pro palestra itália!!!

Thiago disse...

MEu...seu computqador num tem placa de video com saida super video ou outra qualquer ...estica um fio pra tv e sua vida vai super mudar ...... a minha mudou .... muita série americana merece ser assisitda na televisão.

Carlos Alexandre Monteiro disse...

Julia, não tem mesmo como perder...!

Clarice, bizarro. E as cores do logo do frango são surreais!

Thiago, a saída de minha placa queimou... De repente compro outra nessas férias...

E Mileto, isso é o que veremos ;)

abraços!

Musa de Caminhoneiro disse...

Seu blog era melhor antes de descambar pro assunto futebol...

Related Posts with Thumbnails