quarta-feira, 24 de junho de 2009

FAIXA A FAIXA: "MUSIC FOR MEN", THE GOSSIP




Beth Ditto, Nathan e Kathy acabaram de lançar seu quarto disco, "Music For Men" - nesta terça-feira, 23, saiu a versão digital do álbum. Eu ouvi, curti metade do tracklist, e dispenso solenemente uma nova audição das outras...

Leiam aí meus comentários sobre as 12 faixas do disco:


DIMESTORE DIAMOND - Baixão, bateria oitentista e clima de boate de striptease de Supercine - e, acreditem, isso é bom! Pegada boa, e Beth Ditto sem gritos.

HEAVY CROSS - A intro climão anuncia uma disco bacaníssima, com um bom groove de guitarra... Uma canção nada explosiva mas que cola em qualquer pista. Bela escolha para single...

8TH WONDER - A terceira música do disco é mais rascante - sai a disco, entra o rock. No refrão, Beth joga a voz pra cima em meio a uma bateria socada, assistidos pela guitarra

LOVE LONG DISTANCE - O teclado emulando piano é a marca desta disco, com direito a citação à letra de "I Heard It Through The Grapevine", clássico de Marvin Gaye - o trecho do corinho "I heard it through the grapevine/how much longer could you be my baby".

POP GOES THE WORLD - Sintetizadores em prol de uma batida quase afro, cheia de elementos percussivos. Soa bem diferente das anteriores, e isso não quer dizer nada em matéria de qualidade. Mas não é nem a primeira nem minha segunda favorita. Nem a terceira. Tá bom, nem a quarta.

VERTICAL RHYTHM - No começo, tem uma certa vibe Giorgio Moroder - pra quem não sabe, o produtor italiano por trás de Donna Summer e das incursões disco do Blondie -, mas o refrão esquece o resto pra cair no rock. E o finzinho tem algum ar soturno... Parece que gostei mais do clima do que da música, certo? E é verdade.


MEN IN LOVE - Baixão com um bom groove, guitarra boa... Mas é só. Nesse aspecto, há outras bem melhores do que essa. E a quebradinha no meio é desastrosa, o momento espacial é equivocado... A verdade é que você pode pular essa tranquilamente.

FOR KEEPS - Pouco inspirada. A essa altura a sensação é a de que já ouvi essa música antes neste mesmo disco, e isso definitivamente não é bom - exceto quando se ouve Ramones. E como não é mesmo o caso...

2012 - Melhorou, hein? As guitarras são certinhas, especialmente a do refrão que sei lá por que me lembrou The Cure. E o tecladinho retrô em "You think you're invincible/You're missing the principal" é bacanão. Deve render melhor ainda em show.

LOVE AND LET LOVE - De cara, outra citação: "Push It", de Salt n' Pepa. Essa deve cair muito bem em pista. Prevejo bons remixes para essa canção - que pode ficar ainda melhor nas mãos de figuras como os caras do Soulwax, Mstrkrft, The Twelves...

FOUR LETTER WORD - O nome é bom - na verdade, é melhor do que a música. Não pode ser assim. É a música final, a que vai deixar o "after taste"... e é do tipo que não deixa saudade. Podiam ir melhor...

NOTA FINAL: 6,8 - É por aí mesmo: podia ter sido um 7, mas não seria justo. Mas foi quase lá. Mas não seria justo. Mas foi quase lá... O Gossip tem estilo, e um trunfo chamado Beth Ditto. Achei bacana tê-la de forma mais comedida e até mais melódica em diversos momentos de "Music For Men", mas faltaram canções mais bacanas pra ela mostrar o que sabe fazer - como acontece, por exemplo, nas boas quatro músicas iniciais. Mesmo assim, recomendo a audição: ainda que seja uma só vez, pra dali em diante deixar somente a metade do disco que realmente importa.

***

Adiantando: teremos uma das boas de "Music For Men" no podcast Tudo Está Rodando #18. Deve - deve - chegar ainda nesta quarta!

Um comentário:

zeh disse...

'Standing in the way of control' é a unica musica que curto deles. E mesmo assim, escuto uma vez e ja é o suficiente. Acho que eles tem uma idéia interessante de som, mas na hora 'H' nao vem coisa BOA! Ouvi dizer que a vocalista disse que com esse disco gostaria que ver as pessoas dançando pra cacete nas pistas...Mas nao consigo ver tal cenário.
(me veio a cena de Maryann fazendo a galera dançar no Merlot)

Related Posts with Thumbnails