segunda-feira, 15 de junho de 2009

"TRUE BLOOD": PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE A ESTREIA DA SEGUNDA TEMPORADA

Falando de séries, nada melhor para um fã do que ver uma aguardada estreia de temporada fazendo compensar toda a espera. Neste domingo, o segundo ano de "True Blood" chegou com o pé na porta, fazendo matar a saudade do seriado e cumprindo a missão de todo primeiro episódio de nova fase de um seriado: ser uma excelente introdução para o que estar por vir...





É hora do aviso: se você seguir parágrafo abaixo, será por sua conta e risco, já que, daqui pra frente, serei bem mais direto ao falar de "Nothing But The Blood", nome do episódio inicial da nova temporada...


Em tópicos, beleza? E misturando perguntas, respostas, perguntas com respostas e respostas sem perguntas:


- Que cena de abertura! Crua, direta, retomando a história do ponto em que tinha parado... e revelando a morte da falcatruaça Miss Jeanette, agora literalmente sem coração. Na hora, bateram uma certeza e uma aposta: 1º) Ufa/uau: Lafayette não era mesmo o(a) morto(a) do carro! 2º) Aposto minhas fichas em Maryann como a autora do crime...

- Ainda sobre Maryann, bela descadeirada que ela deu em Lettie Mae, mãe de Tara. Merecida.

- Mais sobre Tara: a esquentadinha caixa do Merlotte's promete uma disputa séria de maior lavagem cerebral com Jason Stackhouse. Nesse páreo eu nem arrisco palpite.





- E eis que temos Alan Ball, criador da série, dando uma bela porrada nas igrejas que insistem em desfalcar os simplórios através da subtrama da Fellowship of the Sun. E é pro bolso dos Newlin que vai a herança do titio Barlett, molestador de menininhas telepatas...





- Aliás, gostei muito de ter a forte sugestão de que a guerra Fellowship of the Sun x American Vampire League deve deixar de ser um simples pano de fundo para ganhar mais destaque na história. Se fizerem a coisa do jeito certo, pode ser bem mais do que um belo reforço de mitologia...

- Várias séries exigem bastante do físico de seus respectivos elencos. "True Blood" é assim - e Sookie e Bill que o digam. Se é que vocês me entendem.

- Sem fugir do assunto, Sookie e Bill vão brincar de papai e mamãe? Err, digo, com Jessica? Na verdade, sabemos que Bill já faz isso - e as cenas têm sempre um toque humorístico não escrachado. E quero ver como será a interação entre as duas. Deve render.

- O que Maryann quer de Sam? Seja como for, ela já deixou claro que não será barato a ponto de ser carregável num sacão de lixo. Não há dúvida de que o mistério em torno da nova tutora de Tara é um dos grandes motes da temporada.





- Agora, sim, a comemoração: Lafayette vive! E nos porões do Fangtasia, ao lado de outros abusadores de vampiros. Provavelmente a morte de Eddie está na conta dele; mas Sookie Stackhouse e Bill Compton hão de livrá-lo do underground literalmente dito. Long life Lafa!

- E foi inusitado o jeito com que tivemos a revelação da identidade do algoz do cozinheiro/traficante/exibicionista/operário: Eric, surgindo de roupão e fazendo luzes no cabelo. Tão cômico quanto inusitado...

***

Fãs da série, sintam-se livres para falar nos comentários!

***

E sem esquecer, começo nesta madrugada a "Experiência True Blood", com o início da leitura de "Living Dead in Dallas", segunda obra da série de livros de Charlene Harris em que "True Blood" se baseia. As comparações entre o que é visto na TV e lido no texto aparecerão por aqui. Fiquem ligados, pois enfim o sangue começou a jorrar. E não é bom?

6 comentários:

Thabata disse...

O episódio foi ótimo mesmo, e é sempre íncrivel, o quão bem feito as coisas da HBO são!
A roda eu imagino, que seje porque só há um balde ali pra que eles façam suas necessidades, então, quando alguém tem que usar eles giram a roda. Digo isso porque na primeira cena no porão, é isso que acontece.
E que legal que você vai ler o segundo livro e escrever sobe ele aqui, já li os 9 e posso dizer que vale a pena, só fica melhor ;)

Gi disse...

Adorei o episódio. Manteve a qualidade da primeira temporada e aquele gostinho de quero mais. Alan Ball está fazendo um ótimo trabalho na adaptação dos livros da Charlaine, trazendo várias novas subtramas mto interessantes. A cena final do Eric com papel alumínio na cabeça, fazendo luzes, foi ótima! Cômica e atemorizante...se isso é possível.
E terem mantido o Lafa, foi excelente!!!
Fiquei sabendo dos livros por recomendação sua, encomendei e não aguentei. Li todos...hehe... E continuam ótimos! Mas o Alan Ball consegue abrilhantar mais o enredo que já é super interessante. Continue com os reviews!

zeh disse...

muito bom esse seriado! capitulo de estreia de temporada bem do jeito que deve ser! e que venham os proximos capitulos

Reuryson disse...

Nessas séries em que o início da temporada é uma continuação direta do final da anterior sempre me deixam com uma dúvida: a cena toda foi filmada antes? Até onde foi gravada a cena durante a primeira temporada? Hehehe Mas é isso aí, a série voltou bombando e, como sempre, tem tudo para nos viciar.

helder disse...

'o episódio foi realmente uma apresentação do que está por vir...mas não gostei mto disso...
'as latas pra lixo reciclado do bill foram uma ótima ideia...cômico...
'daonde o bill tira dinheiro pra comprar tantos TRU'blood?
'fiquei tão feliz q o lafayette tá vivo!
'Jason tá totalmente sem graça...qr ver ele amywinehouseando novamente!
'eric fazendo luzes foi engraçado tbm...e o episódio foi fechado de uma maneira perfeita com o nosso querido gancho pro próximo episódio...

Alan Ongaro disse...

Bom, só agora é que consegui tempo para ver esse episódio, e não deixei barato! fiz uma dobradinha "episódio-dudecast" e só tenho uma coisa para dizer: ambos foram excelentes!!

Gostei muito desse começo de temporada, principalmente por Lafa-Lafon ainda estar vivo! destaco também o arco do Jason que promete muito! além da gostosinha da Anna Paquin mostrando seus dotes artísticos no fim do episódio!!

Related Posts with Thumbnails