sexta-feira, 28 de agosto de 2009

BELCHIOR NÃO FOI O ÚNICO: CINCO MÚSICOS QUE TAMBÉM DESAPARECERAM

Tirando as twitadas da Xuxa, não se fala em outra coisa na semana: o sumiço de Belchior, depois de ser tema de matéria do Fantástico, repercutiu até mesmo no The Guardian. Mas o caso do bigodudo autor de "Medo de Avião" não é o único na história do showbiz...

Abaixo, listo cinco casos de músicos que se escafederam misteriosamente. De todos, apenas um - ou melhor, uma - voltou... mas ninguém garante que não vá sumir de novo, pois se trata de uma desaparecida reincidente. São eles:


RICHEY EDWARDS - Quem? Letrista e guitarrista dos Manic Street Preachers. Quando? Fevereiro de 1995. E aí? Foi dado como morto.

O sumiço de Richey aconteceu no dia 1º, quando ele e o vocalista da banda James Dean Bradley iriam aos EUA para uma turnê. Na verdade, há quem considere que seu desaparecimento oficial ocorreu no dia 17, já que
esta foi a data em que seu carro foi achado próximo a uma ponte, da qual suspeita-se de que teria se suicidado. Sem que seu corpo tivesse sido achado, ele foi oficialmente considerado morto em 23 de novembro de 2008.



GLENN MILLER - Quem? sArranjador, compositor e maestro de orquestra. Quando? Dezembro de 1944. E aí? Sumiu no ar.

Você pensa que só seu pai ou avô podem conhecê-lo, mas certamente você já escutou um de seus sucessos - como "In The Mood" e "Moonlight Serenade" - certo?

Miller sumiu no dia 15 de dezembro de 44: num voo do Reino Unido a Paris, seu avião simplesmente desapareceu sem deixar pista nem rastro. Praticamente um "Lost" da vida real.


GERRY RAFFERTY - Quem? Cantor pop escocês Quando? Agosto de 2008. E aí? Dizem que acharam, mas...

Bom, esse você também deve conhecer: ele é o autor de "Baker Street", cantando na gravação original da música.

Em julho do ano passado, após deixar um hotel de Londres, ele se internou no St Thomas, hospital da capital inglesa, para se tratar de um mal crônico no fígado. No dia 1º de agosto, Rafferty escafedeu-se (ou foi escafedido, sabe-se lá) do hospital, deixando seus pertences para trás.

Em fevereiro deste ano, a imprensa britânica bateu cabeça ao informar sobre o paradeiro de Rafferty: enquanto uns apontaram que ele estaria no sul da Inglaterra, outros contaram que familiares teriam dito que ele está na região italiana da Toscana, compondo material para um novo disco. Mas até agora, sinal de vida, que é bom...


CONNIE CONVERSE - Quem? Cantora novaiorquina Quando? 1974. Acharam? Nada - e ela nem queria.

Connie era uma cantora obscura, de poucas aparições em rádio e TV dos EUA - de tão obscura, seu primeiro disco, "How Sad How Lovely", é deste ano, reunindo gravações feitas por ela nos anos 50.

No ano de 1974, após trabalhar como jornalista e secretária, ela escreveu uma série de cartas para a família e para os amigos, dizendo que iria mudar de vida. Então, tudo indica que ela embarcou em seu fusca e dirigiu para o nada, sumindo do mapa. A misteriosa fugitiva tem até site-homenagem.


MADELEINE PEYROUX - Quem? Cantora e guitarrista americana de jazz. Quando? 1996 e 2005. Acharam? Ela voltou.

Bicampeã do desaparecimento voluntário, Madeleine evaporou a primeira vez em 96, após o lançamento de seu primeiro disco, "Dreamland" - em português, "Terra dos Sonhos". Sugestivo?

Daí, ela passou sete anos (!) tocando nas ruas de Paris (!!!). Só foi gravar de novo em 2004, mas não chegou a promover direito o novo disco, "Careless Love", pois deu perdido de novo no dia 10 de agosto de 2005. Sua gravadora, a independente Rounder Records, contratou então um detetive, que a achou em Nova York, no fim do mesmo mês. Se der uma bobeada, é possível que ela suma novamente...

2 comentários:

Hugo disse...

Graaande GLENN MILLER!!! meu idolo. como eu queria que ele estivesse aqui conosco.

Thaís disse...

aí, carlãozito, a primeira matéria sobre o sumiço do belchior saiu aqui, ó: http://palmalouca.com.br/artes/artes.jsp?id_artes=600

bjs!!

Related Posts with Thumbnails