quarta-feira, 16 de setembro de 2009

"TRUE BLOOD", EPISÓDIO FINAL DA SEGUNDA TEMPORADA: UMA COMÉDIA DE ERROS

A relação que temos com as séries é bem peculiar. Quando nos apegamos a uma, é como se torcêssemos por ela. De vez em quando, de forma passional, supervalorizamos acertos e fazemos vista grossa para derrapagens. Tudo isso em nome do que gostamos. Bom, ao menos essa é a minha relação com seriados.

Mesmo assim, há episódios que conseguem bloquear - ou desanuviar - qualquer cegueira, tamanha é a quantidade de erros que possuem. E infelizmente o final da segunda temporada de "True Blood" tornou-se para mim um símbolo de como um episódio ruim pode se tornar um verdadeiro atentado a uma ótima série - e eu nem sei por onde começar a falar de seus problemas...

Vamos lá. Acho que posso começar com o grande erro que se revelou em Maryann, uma personagem que foi infinitamente melhor em suas promessas e mistérios do que na sua revelação. Se no começo da temporada o enigma que ela representava era realmente intrigante, na segunda metade dela tudo se transformou num enredo trash de desfecho inacreditavelmente infeliz. Mesmo relevando a besteirada que se tornou a transformação de todos em olhos negros - recurso que poderia ser amedrontador mas que acabou desgastado -, não deu pra levar a sério a insanidade da personagem, agindo como idiota em vestido de noiva e mandando Sookie lamber ovo de avestruz. Eu juro que tentei, mas não deu.

O adeus de Maryann e o plano que a vitimou também foram jogados demais, largados de qualquer jeito. Bill pedindo pra Sookie usar seu dom, e tudo o que ela faz é derrubar um totem de carne e frutas? Putz. E se a ideia de Bill e Sam era a de que o dono do Merlotte's se transformasse em um touro para enganar a mênade, de onde Sam tirou o touro que usou para se transformar em um? E mesmo deixando isso tudo para lá, o que dizer da óbvia confirmação de que o bicho era ele? Tava muito na cara - assim como a explicação sobre a recuperação dele. Outra obviedade é deduzir que o sequestrador de Bill é Eric - ou ninguém mais reparou que as luvas de couro usadas pelo bandido serviram na verdade para proteger o vampiro nórdico da prata? Bah. Todo mundo reparou, claro.





E tem mais: o que foi Sookie querendo dormir em sua casa, toda depredada, cheia de galhos e sabe-se lá mais o quê depois de uma noite daquelas? Não era pra ela só pisar ali depois de todos os vestígios de Maryann terem desaparecido? Pior(es) ainda foi/foram o(s) dia(s) seguinte(s) à tragédia: Sookie indo dançar com Bill sem qualquer problema, e surtando diante de seu pedido de casamento, Eggs indo desabafar com Andy sem antes ter recorrido à Tara e tomando um tiro de Jason, que inexplicavelmente ainda estava armado, Hoyt ficando revoltado com a mãe num timing errado...

Vejam bem: e isso tudo porque estou mencionando só os "destinos", deixando os "caminhos" - ou seja, o "durante" deste episódio final - de fora. Para ser mais bonzinho, posso citar a presença da Rainha - vivida com carisma, beleza e um quê de Juliette Lewis por Evan Rachel Wood - e as teorias da conspiração sobre Maryann como bons pontos da história. E tem ainda o melhor gancho apresentado neste fim de temporada para a próxima: a busca de Sam a respeito de suas origens. Sim, porque há tempos sabemos que o envolvimento de Eric por Sookie é papo para a nova fase da série; e porque a reviravolta de comportamento de Jessica foi prejudicada pela forma abrupta com que foi mostrada.

Usando a benevolência por conta do carinho que tenho com a série, acho melhor considerar que o verdadeiro fim de temporada aconteceu com a trama da guerra entre os Newlin e os vampiros - na verdade, a grande história deste segundo ano de "True Blood". Pensando de forma ainda mais específica, bom é imaginar os créditos finais deste ano rolando logo após a cena de Godric e Sookie na despedida do vampiro, que foi disparada a melhor deste ano. Eu juro que, se pudesse, teria usado um par de olhos pretos a partir dali, acordando somente a partir da cena de Sam e de seus pais adotivos. Mas já que isso é impossível e que Alan Ball não pode retomar a trama dali, que se inspire na sequência do adeus de Godric para fazer da terceira temporada uma retomada do que há de melhor no universo que construiu com Charlaine Harris por estes dois anos. Se ele precisar de tempo pra isso, é certo que a imensa torcida de "True Blood" pode esperar.

18 comentários:

Vini# disse...

"e pelo jeito fui mais persistente do que Karl, seu fiel escudeiro, que sequer deu as caras..."

Mas ele morreu uns episódios atrás...

Carlos Alexandre Monteiro disse...

Hahahaha é verdade! Nem lembrava, Vini! Vou cortar do texto... Valeu!

abraços!

Davi Garcia disse...

Bela leitura do que foi esse encerramento de temporada, CA.

O grande equívoco da trama nessa reta final, foi não conseguir amarrar o que foi explorado em Dallas com a subtrama de Bon Temps, que além de esvaziar os personagens (o que fizeram o Lafayette foi absurdo), infelizmente não segurou as pontas se revelando desinteressante demais.

Ainda bem que para nossa sorte, TB ainda tem crédito por tudo de bom que já mostrou antes.

Abraço!

Diego Reigoto disse...

Gostei da sua análise.

Eu não abracei essa subtrama da Marryann desde o início. E por isso, não mantive grandes expectativas pelo seu desfecho. O clímax da temporada foi a excursão de Sookie por Dallas e toda a subtrama da Sociedade do Sol com sua crítica disfarçada. Foi excepcional! Os conflitos de Godric, até sua morte, emprestou tons épicos a série.

Então desde aquele episódio, via True Blood só por diversão e achei que, de alguma forma, esse final foi divertido também. Só isso! Como se a série me dissesse Eu sei que sou trash, cala a boca e divirta-se.

Aguardarei os rumos da terceira para fazer meu julgamento completo. Por enquanto, é uma boa série, apesar dessa derrapagem final.

Gabizinha Vidal -Santos -SP disse...

ah gente, o Eo fi bom sim, pq? pq finalmente a Maryann morreu não aguentava + ela, e nem o Eggs e enfim como vc disse tá na cara q foi eric q sequestrou o Bill, enfim, Vamos ver como vai ser a 3 temporada =] ansiosa p ver.

ThiagoJeronymo disse...

Eu comecei a ver True Blood faz pouco tempo, consegui alcançar a segunda temporada, esperei por esse último episódio que nem um louco e.......não precisa nem falar o resto. Kra seu texto ficou muito bacana, concordo com você em tudo!!!!
Espero que a 3ª seja melhor.......

Deus Ex Machina disse...

Na minha opinião este episódio ficou excelente. O melhor episódio da temporada sem sombra de dúvida foi Timebomb porém este season finale só poderia ter ficado melhor se True Blood fosse terminar nesta temporada, como ainda virá muitas pela frente creio eu que a estrutura deste episódio veio a calhar.Agora é só esperar pela terceira...

Deus Ex Machina disse...

O episódio ficou muito com cara de terceira temporada após a morte de Maryann, e o que foi a atuação Ryan Kwanten; cada vez me impressiono mais com a evolução de Jason

Pollyana disse...

Gostei muito do final da temporada (pendo que sou a única), não vi nada de muito excepcional no personagem do Gofric, encerrar com ele seria muito ruim.

Alessandra disse...

Oi, C.A.,

Quanto tempo que não escrevo... Concordo com você. Mas, de maneira geral, acho que a temporada toda foi bem irregular, com bons e maus momentos. E com certeza a segunda metade foi bem mais fraca, com algumas exceções. Achei uma tristeza eles perderem tempo precioso com aquele casamento do capeta nonsense. Por exemplo, a cena em que a Sookie volta e vai entrando na casa da avó, no episódio anterior, é bem mais assustadora. Bom, mas gosto da série mesmo assim e aguardo a terceira temporada esperando o melhor!
Beijos

Tati Reggy disse...

Falou e disse! Decepcionante este final..honestamente não aguento a Sookie e seu jeito supero-tudo-e-surto-na-hora-errada. Ô criatura chata! O que dizer de Sam se transformando no boi bandido e Maryann sempre tão malandra sendo enganada naquela cena trash? E o fim de Eggs no melhor estilo "não sei o que fazer com o personagem então mato com uma bala na cabeça"??? Minhas esperanças estão depositadas em Jessica, em mais participações da rainha e é claro em Jason Stackhouse, que se Deus quiser depois de matar Eggs fugiu direto para os braços da igreja Fellowship of the Sun!

Arthur Arroxelas disse...

Só uma coisa C.A. Allan Ball falou em entrevista que quem sequestrou o Bill foi a mãe de Hoyt.

Kaká disse...

Eu também achei que foi tempo demais para fechar a história da Maryann, ficou over. Mas os ganchos deixados foram bons. :)
Eu acho que quem sequestrou o Bill foi o pessoal do Fellowship Of The Sun, eles ainda devem render uma boa história.
Eu já vou ler o livro 3.

Thaís Jordão disse...

Eu já acho que eles querem muito que a gente acredite que o sequestrador foi o Eric... e não vai ser.

Pelo menos nos bons episódios, essa é a mágica de True Blood: das pistas para o óbvio e virar sua cabeça com uma coisa totalmente diferente e muito mais legal.

E concordo... fim de temporada decepcionante. Podia ter acabado no Godric e começar a terceira temporada com ele retornando como Jesus! hahahaha

Murilo disse...

Quando vi o episodio 11 pensei "acabando isso tudo eles vão falar de que? não tem mais nada...", pelo contrario no ultimo episodio apesar dos pontos negativos citados no seu texto(muito bom) vem algumas tramas a se desenrolar, como Jessica, o Andy matando o chato Eggs, apesar de ser meio obvio o sequestro de Bill, e claro os pais de Sam (podem ser Lobisomens). Ainda tem aquela historia toda da venda de sangue de vampiros patrocinada pela Rainha, quem sabe o sequestro de Bill não tenha algo a ver com isso, afinal ele sabe demais...

lilly kane disse...

adorei seu texto, C.A.
Estava com saudade de seus comentários sobre séries, com o fim do podcasts do sériesEtc.
Gostaria de saber se você vai comentar aqui no blog outras séries, como greys, house, chuck, dexter e o que mais você assistir.

Seria legal :)

Marcio Melo disse...

Concordo totalmente contigo.

Para mim foi simplesmente decepcionante o desfecho de True Blood nesta segunda temporada.

Mas ainda levo fé e espero com ansiedade a terceira.

Anônimo disse...

Dizia erros nessa matéria, mas não passa de críticas. Corrija o título.

Related Posts with Thumbnails